Brasília, 17 de setembro de 2021 às 20:08
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Sem Titulo

Postado em 16/12/2015 4:24

Rússia espera acordo entre Mercosul e União Econômica Euroasiática

.

Reprodução
A Rússia espera que no próximo ano a União Econômica Euroasiática (UEE) e o Mercado Comum do Sul (Mercosul) assinem um acordo de cooperação, declarou Aleksandr Schetinin, diretor do Departamento para a América Latina do Ministério russo das Relações Exteriores.

“Neste momento, os colegas do Mercosul estão estudando o protocolo de cooperação comercial e econômica com a Comissão Econômica Euroasiática, que atua em nome da UEE <…> Contamos assinar o acordo no próximo ano”, disse em uma entrevista à RIA Novosti.

“Este será o primeiro documento de cooperação que a UEE, integrada por cinco antigas repúblicas soviéticas, estabelece fora da sua região”, sublinhou o diplomata.

Segundo Schetinin, os países latinoamericanos mostram-se interessados em estabelecer contatos com a UEE visto que é o seu órgão executivo, a Comissão Econômica Euroasiática, que aprova os requisitos fitossanitários de importação de produtos agrícolas.

“É por isso que se pretende um aumento dos fornecimentos de frutas e legumes, a UEE é imprescindível, já estão sendo feitos contatos nesta área”, explicou.

“Até ao momento, foram assinados memorandos de cooperação entre a UEE e os governos do Peru e Chile”, recordou o diplomata russo.

A União Econômica Euroasiática, que iniciou o seu funcionamento em 1 de janeiro de 2015, abrange uma área de 20,2 milhões quilômetros quadrados, possui um mercado conjunto de 182 milhões de pessoas e é responsável por 3,5% do PIB mundial.

Mais de 40 países e organizações internacionais expressaram a sua intenção de criar zonas de livre comércio com a UEE, incluindo o Camboja, a China, a Indonésia e a Tailândia.

Fonte: Agência Sputnik

Comentários: