Brasília, 22 de janeiro de 2022 às 03:13
Selecione o Idioma:

Cuba

Postado em 13/11/2021 12:49

Cuba não permitirá que os EUA ataquem sua tranquilidade

.

Havana (Prensa Latina) Cuba não permitirá de forma alguma que a persistente agressão do Governo dos Estados Unidos contra o país altere a tranquilidade da nação, disse hoje o presidente Miguel Díaz-Canel.

Em sua conta oficial no Twitter, o presidente também destacou que as constantes agressões de Washington não prejudicarão “a segurança cidadã e a paz social características de nosso povo”.

As declarações do chefe de Estado tratam das novas tentativas desestabilizadoras instigadas e financiadas desde o norte do país, como parte de uma política hostil de mais de 60 anos contra a nação caribenha.

Recentemente, o Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, denunciou o caráter ilegal de uma marcha convocada para a próxima segunda-feira e que descreveu como agentes internos recrutados, financiados e organizados pelo Governo dos Estados Unidos.

Da mesma forma, rejeitou a ingerência de Washington nos assuntos internos do país, bem como seu apoio a essas ações contra-revolucionárias, em momentos de celebração nacional após o controle da pandemia de Covid-19 e o retorno à nova normalidade.

Rodríguez condenou as campanhas estimuladas do exterior para subverter o projeto socialista, a deturpação dos fatos, a divulgação de notícias falsas e mensagens odiosas, principalmente nas redes sociais, para gerar o chamado surto social. “A política dos Estados Unidos contra Cuba está destinada ao fracasso. Despertem desse sonho. Não vai acontecer. Não funcionou, não funciona e nunca funcionará”, frisou o chefe da diplomacia.

Comentários: