14.5 C
Brasília
quinta-feira, 18 julho, 2024

Boric para a Argentina: Ou eles removem os painéis solares ou nós fazemos isso

O presidente do Chile, Gabriel Boric. (Foto: EFE)

HispanTV –O presidente chileno exige que sejam retirados os painéis solares que a Argentina instalou no solo do país vizinho como parte de uma base militar que está construindo na Patagônia.

“A Argentina instalou alguns painéis solares em território chileno. Recebemos um pedido de desculpas do Itamaraty argentino, mas […] com fronteiras não é algo que possa ser ambíguo. Eles devem remover esses painéis solares o mais rápido possível ou nós o faremos”, disse à imprensa o presidente do Chile, Gabriel Boric, desde França, último destino da sua viagem pela Europa.

Boric explicou que discutiu o assunto com o seu homólogo argentino, Javier Milei, e confirmou que a gestão do assunto “seria atribuída” à sua chanceler, Diana Mondino.

“Imagino que não vamos ter problemas neste sentido, mas é um sinal enganador, um sinal que não nos agrada e, por isso, o que exigimos é que isto se resolva no mais curto espaço de tempo possível e insisto, se não, “Nós vamos fazer isso”, ele expressou.

Uma fonte governamental de Milei disse à rede argentina Todo Noticias (TN) que os painéis serão removidos “imediatamente quando as condições climáticas permitirem”. Segundo o TN, a embaixada argentina no Chile enviou uma nota ao Governo Bórico admitindo que ocorreram erros durante a instalação destes dispositivos.

Excelentes relações bilaterais 

Apesar de tudo, Boric sublinhou que os dois países têm uma “excelente relação” e destacou a importância de “não fazer declarações crescentes”.

O ponto de controle e monitoramento do tráfego marítimo Hito 1 foi inaugurado pela Marinha Argentina na região da Patagônia, bem na fronteira entre os dois países.

Segundo o site 24 Horas , a instalação existe há vários anos, mas a nova infraestrutura é uma extensão dos painéis solares que fornecem eletricidade e estende-se cerca de três metros para dentro do país vizinho.

Por sua vez, o chanceler chileno, Alberto van Klaveren, enfatizou que Boric “não se referiu às intenções que poderiam ter tido a Argentina ou a empresa que instalou os painéis que estão efetivamente em território chileno”.

“O que importa basicamente é que existe uma instalação que está em território chileno e o presidente foi muito claro no sentido de solicitar a sua remoção imediata, seja pela Argentina ou, se isso não for possível, por nós”, destacou.

O Chanceler chileno afirmou que “os canais diplomáticos estão funcionando. “A Argentina reconheceu um erro, pediu desculpas a esse respeito e agora o que resta é retirar aquela instalação que está em território chileno”, concluiu.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS