Brasília, 18 de agosto de 2022 às 17:04
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 28/09/2017 6:00

Venezuela e China vão incorporar 800 poços de petróleo para somar 200 mil barris

.

Caracas, AVN.- A Petróleos de Venezuela (Pdvsa) e a China National Petroleum Corporation (CNPC) avançam nos aspectos contratuais para a reativação e reabilitação de 800 poços petrolíferos, através dos quais esperam aumentar a produção em 200 mil barris diários a curto prazo.
Do total, 300 poços serão reativados e outros 500 serão reabilitados na Faixa Petrolífera do Orinoco Hugo Chávez, a maior reserva de petróleo do mundo, explicou nota à imprensa da estatal venezuelana.
O presidente da Pdvsa, Nelson Martínez, e o presidente da CNPC América, Ye Xiandeng se reuniram nesta segunda-feira para avaliar aspectos técnicos.
Segundo a Pdvsa, no encontro foram definidos novos mecanismos que permitem garantir a continuidade do atual ritmo das transações comerciais entre Caracas e Pequim, após o anúncio do Executivo venezuelano de utilizar uma cesta de moedas.
A Pdvsa e CNPC mantém investimentos conjuntos de US$10 bilhões e são sócias em quatro empresas mistas (Petromiranda, Petrourica, Petrolera Sinovensa e Petrozumano). Também constroem a refinaria de Nanhai, na província de Guangdong, com capacidade de processamento de 400 mil barris diários de petróleo venezuelano.
Atualmente a Pdvsa mantém o fornecimento de petróleo e produtos refinados com a filial comercial da CNPC por até 760 mil barris diários, como parte dos acordos complementares.
Fotos: @PDVSA

Comentários: