Brasília, 28 de janeiro de 2022 às 11:26
Selecione o Idioma:

Costa Rica

Postado em 11/01/2022 9:36

Vacinação pediátrica contra Covid-19 começa na Costa Rica

.

San José (Prensa Latina) As equipes técnicas do Fundo Costarriquenho de Seguridade Social (CCSS) iniciaram nesta terça (11) a vacinação de menores entre 5 e 11 anos contra a Covid-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV-2.

A imunização começará a partir dos 11 anos de idade e a idade da vacinação diminuirá em um ano, em média a cada três ou quatro semanas, de acordo com a confirmação e recebimento de imunizantes pediátricos, cuja primeira remessa de 48.000 doses chegou à Costa Rica na sexta-feira.

Génesis Molina, 11, e Isaac Zúñiga, 7, foram as primeiras crianças menores de 11 anos a serem vacinadas contra a Covid-19 na Costa Rica, em um ato simbólico com a presença do presidente Carlos Alvarado.

A vacinação destas duas crianças, realizada no Hospital Nacional da Criança da capital, constituiu o preâmbulo da imunização dos pequenos entre os cinco e os 11 anos que arranca amanhã em todo o país, coincidindo com o crescimento exponencial de novos casos de Covid-19, causada pela presença aqui da variante ômicron do SARS-CoV-2.

Durante a cerimônia simbólica, em que outros 18 menores foram vacinados com as primeiras doses do medicamento pediátrico anti-Covid-19 do consórcio Pfizer/BioNTech, Alvarado afirmou que “este é um momento de felicidade e esperança para os pais que têm filhos de 5 a 11 anos, porque a imunização dos pequenos já chegou e começou”.

“Este é mais um passo para saída da pandemia porque amplia a população costarriquenha protegida contra a Covid-19, Isaac e Genesis são apenas um exemplo das milhares de crianças que vamos vacinar gradualmente”, disse o presidente costarriquenho.

Após receber a vacina, Zúñiga disse à imprensa “Achei que ia me assustar, mas na verdade não senti nada. Estou muito feliz por estar protegida contra a Covid-19, quero que todas as crianças sejam vacinadas porque é como saímos da pandemia”.

Sua mãe, Laura Murillo, afirmou que “como mãe, ela nos dá esperança e energia para redobrar nossos esforços para acabar com a pandemia e fazer avançar a todos nós”.

Na mesma conferência de imprensa em que falou sobre o início da vacinação nesta faixa etária, Alvarado anunciou que o país vai retomar as medidas sanitárias para evitar uma maior propagação do vírus, como restrições de veículos, redução da lotação nos estabelecimentos públicos e a proibição de eventos de massa.

Perante este aumento, que coincide com a chegada da ômicron ao país, o Governo decidiu aplicar a partir de terça-feira ações rápidas e concretas face à velocidade de contágio desta variante, que tem causado nos países da Europa e na América do Norte picos de infecção até cinco vezes maiores, explicou o presidente tico.

Os dados oficiais refletem que nos primeiros sete dias deste ano registaram 11.999 infeções, praticamente o mesmo valor acumulado durante os últimos 61 dias de 2021 (ou seja, todos os meses de novembro e dezembro), quando registaram 12.200 casos positivos.

Comentários: