Brasília, 2 de dezembro de 2021 às 16:47
Selecione o Idioma:

Uruguai

Postado em 31/03/2016 5:06

Uruguai sedia VII Encontro Sindical Nossa América

.

Por Juan Carlos Díaz Guerrero

Montevidéu, 31 mar (Prensa Latina) O VII Encontro Sindical Nossa América (ESNA) inicia hoje nesta capital com a participação de mais de 300 delegados nacionais e estrangeiros de 30 países, e entre seus objetivos busca fortalecer a unidade do movimento operário.

Na reunião – que se estenderá até o dia 2 de abril – participam organizações sindicais e sociais dos cinco continentes, que tentarão definir a unidade de ação para romper com a tentativa de hegemonia do capitalismo a nível mundial, bem como promover o intercâmbio e a solidariedade internacional.

O ato de abertura iniciará às 19:30 horas (local) no Auditório da Universidade da República, e a partir de amanhã começam as sessões de trabalho divididas em três comissões, onde se prevê a participação do antiterrorista e Herói da República de Cuba Ramón Labañino.

Os temas centrais de debate serão a investida imperialista contra a classe trabalhadora e os povos, vinculado à defesa do direito de greve e contra a criminalização da luta social, e os tratados de Livre Comércio ou integração soberana dos povos.

 

Inclui também a independência de classe, transformação social e construção de uma alternativa socialista.

No VII ESNA participam delegados de centrais sindicais mexicanas, sobretudo do sindicato de trabalhadores da eletricidade, além da Nicarágua, Panamá, Cuba e de latinos nos Estados Unidos, da União do Bairro.

Participarão também organizações sindicais da África e da Ásia, como a Federação de Sindicatos Chineses, e se somarão centrais do Japão, pelo que “prevemos será grande a participação”, declarou à Prensa Latina Leonardo Batalla, da Coordenação Política do Encontro Sindical Nossa América.

No último dia do encontro serão aprovadas as resoluções e trabalhos das mesas e se fará a leitura das conclusões do evento.

Comentários: