21.5 C
Brasília
quinta-feira, 20 junho, 2024

Trinidad e Tobago anunciou medidas após ataque cibernético

Rússia-sites-de-exposições-sofrendo-ataque cibernético massivo

Porto de Espanha, 7 de novembro (Prensa Latina) O Governo de Trinidad e Tobago anunciou hoje medidas e uma sessão especial para investigar um ataque cibernético contra os Serviços de Telecomunicações do arquipélago que vazou dados públicos e governamentais.

O Ministro dos Serviços Públicos, Marvin Gonzales, revelou na TV6 News que o primeiro-ministro Keith Rowley, que também foi afetado pela violação de dados, tomará medidas para proteger a segurança pública e a privacidade dos cidadãos.

O Executivo informou ter ordenado à empresa de telecomunicações que iniciasse uma investigação independente, publicou o jornal Daily Express.

No entanto, o chefe do Governo ainda não decidiu discutir o assunto no parlamento, pois alertou que o tema poderá ser utilizado para fins eleitorais, segundo o jornal.

Tanto o governo como a empresa garantiram aos utilizadores que apenas uma pequena proporção foi afetada e que as divulgações não envolviam dados sensíveis, como palavras-passe ou endereços.

Mas as declarações contradizem-se porque agora se sabe que os dados sensíveis do primeiro-ministro, como o seu número de identificação e o número da carta de condução, foram publicados, segundo relatos dos meios de comunicação locais.

Presume-se que as fugas abrangeram mais de um milhão de nomes, que foram descarregados mais de 13 mil vezes, alertaram ainda.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS