19.5 C
Brasília
sábado, 15 junho, 2024

Saara Ocidental, uma luta de descolonização pendente

HispanTV – No décimo programa de “Negro y Blanco con Eduardo Artés” da  HispanTV , publicado na quarta-feira, o cientista político chileno abordou a questão do Saara Ocidental, “ferida aberta do colonialismo”.

Na introdução de seu programa, Artés destacou que o colonialismo existe hoje, exercendo toda a opressão, tirando direitos de povos, nações e países, do Havaí às Ilhas Malvinas, Palestina e Saara Ocidental. .

Artés destacou que o Sahara Ocidental, que é a República Árabe Saarauí Democrática, tem hoje grande parte do seu território sob o domínio colonialista de uma potência agressora que é o reino de Marrocos.

O programa Negro y Blanco com Eduardo Artés da HispanTV abordará a guerra entre Marrocos e a novíssima República Árabe Saarauí Democrática.

No entanto, prossegue o cientista político, o povo saharaui, e a própria república, travam há mais de 50 anos uma luta multifacetada para recuperar a soberania e a liberdade, bem como os seus recursos naturais para o bem-estar do seu povo, e têm constituiu um Estado que mantém relações com mais de 80 países no mundo.

 O território do Saara Ocidental, no norte da África, foi colônia espanhola entre 1884 e 1975, quando em meio à turbulência política pela morte do ditador Francisco Franco, Madri abandonou o território sem um processo de descolonização.

Esta irresponsabilidade interesseira favoreceu Marrocos, que juntamente com a Mauritânia invadiu de imediato o território, então largamente controlado pela Frente de Libertação Polisario. Assim começou uma guerra que dura até hoje —em meio à indiferença mundial— entre Marrocos e a novíssima República Árabe Saaraui Democrática, apoiada pela vizinha Argélia.

Nesse sentido, em um novo episódio de Negro y Blanco na HispanTV, Artés conversou com o especialista Esteban Silva.

O caso do Sahara Ocidental, localizado no Norte de África, que hoje prossegue um conflito armado equilibrado, entre o ocupante ilegal do território do Sahara Ocidental (Marrocos) e o povo saharaui encabeçado pela Frente Polisario, trata-se de uma luta de descolonização pendente, destacou o especialista.

Existem inúmeras resoluções das Nações Unidas e da União Africana, mas particularmente nenhuma ordem para realizar um referendo sobre a autodeterminação no Saara Ocidental, ele repudiou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS