27.5 C
Brasília
terça-feira, 23 abril, 2024

Relator da ONU: Israel empurra os habitantes de Gaza para a fome

Crianças de Gaza em filas intermináveis ​​para conseguir comida.

Israel utiliza o controlo que tem sobre a entrada de alimentos em Gaza para tentar torcer o braço da Resistência Palestiniana nas negociações.

“ Deve ser dito claramente que Israel está intencionalmente a fazer passar fome o povo palestiniano em Gaza e que a fome já está a ocorrer ou está mesmo ao virar da esquina. Nunca na história moderna vimos uma população civil inteira entrar numa situação de fome total tão rapidamente ”, afirmou esta sexta-feira o relator da ONU sobre o direito à alimentação, Michael Fakhri.

Segundo Fakhri, Israel está a exercer pressão desta forma para que o Movimento de Resistência Islâmica Palestiniana (HAMAS) seja forçado a fazer concessões nas diversas negociações em curso. 

“Israel oferece-se para permitir a entrada de 500 camiões com ajuda humanitária por dia [a mesma quantidade que antes da guerra], 200.000 tendas e 60.000 caravanas, a reabilitação de padarias e hospitais, mas isto é na verdade algo a que Israel é obrigado a fazer. de acordo com o direito internacional”, disse ele.

O número de crianças palestinas mortas por desnutrição e desidratação no norte de Gaza sobe para 17, enquanto o cruel bloqueio imposto por Israel à faixa continua.

Como Israel está matando os palestinos de fome?

Israel destruiu o sistema alimentar de Gaza, envenenou o solo e destruiu 80% do setor pesqueiro, denunciou o relator perante o Conselho dos Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

Da mesma forma, afirmou que nenhum palestiniano na Faixa de Gaza come o suficiente e que pelo menos meio milhão já passa fome. “Entre estas vítimas, há 335 mil crianças pequenas com alto risco de desnutrição grave, enquanto 90% dos menores sofrem de uma doença infecciosa e 70% de diarreia”, detalhou.

Os Estados Unidos e a União Europeia procuram abrir um corredor humanitário marítimo da ilha de Chipre a Gaza, mantendo ao mesmo tempo o seu apoio a Israel. Washington continua a fornecer-lhe armas para continuar a bombardear os palestinianos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS