22.5 C
Brasília
terça-feira, 21 maio, 2024

Recordam Víctor Jara no 90º aniversário do seu nascimento

Santiago do Chile, (Prensa Latina) Os chilenos recordam hoje os 90 anos do nascimento do cantor e compositor Víctor Jara, figura emblemática do movimento Canção Nova e um dos pilares da música latino-americana.

“Nasci no sul do Chile, na província de Ñuble, é uma província muito chuvosa e também abalada por terremotos. Meus pais eram arrendatários de uma fazenda e minha mãe foi quem me incentivou na música porque cantava, em casa sempre tivemos um violão”, relembrou Jara em entrevista publicada em 1970.

O cantor e compositor teve uma carreira profícua e entre suas canções mais conhecidas estão: El derecho de vivir en paz, Manifiesto, Deja la vida volar, Vientos del pueblo, Te recuerdo Amanda e El pueblo unido jamás será vencido.

Em 1969 triunfou no primeiro Festival da Canção Nova do Chile com sua peça “Plegaria a un labrador”, que executou junto com o grupo Quilapayún.

Artista com forte compromisso social e político, apoiou o governo da Unidade Popular do presidente Salvador Allende, que o nomeou embaixador cultural.

Após o golpe de estado de 11 de setembro de 1973, foi preso quando foi cumprir suas funções na Universidade Técnica Estadual e submetido a longas sessões de tortura, até seu assassinato em 16 do mesmo mês. De acordo com o relatório da autópsia, havia 44 ferimentos de bala.

Em homenagem a este artista e revolucionário chileno, o concerto Mil Violões para Víctor Jara acontecerá no próximo sábado na Plaza de la Paz.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS