17.5 C
Brasília
terça-feira, 21 maio, 2024

Presidentes latino-americanos felicitam Gustavo Petro como novo presidente da Colômbia

Gustavo Petro  e a vice presidente eleita Francia Márquez
Integração latino-americana foi destaque nas mensagens de mandatários de países vizinhos
Michele de Mello
Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Neste domingo (19), a Colômbia elegeu Gustavo Petro e Francia Márquez, da chapa de centro-esquerda Pacto Histórico como novos governantes do país. Os resultado preliminares indicam que a dupla obteve 50% da preferência, equivalente a mais de 11,2 milhões de votos, vencendo a chapa de direita Liga Anticorrupção, com Rodolfo Hernández e Marelen Castillo, que obtiveram 10,5 milhões, equivalente a 47%.

Menos de uma hora após a divulgação dos primeiros resultados vários políticos latino-americanos publicaram mensagens de felicitação.

O presidente da Bolívia, Luis Arce destacou “a integração latino-americana se fortalece. Nos unimos à festa dos colombianos e colombianas”.

O mexicano Andrés Manuel López Obrador celebrou: “o triunfo de Gustavo Petro é histórico. Os conservadores da Colômbia sempre foram duros”, publicou.

O chefe de Estado argentino, Alberto Fernández também disse estar “cheio de alegria” ao saber da vitória de Petro. “Seu triunfo valida a democracia e assegura o caminho para uma América Latina integrada neste tempo que nos exige a máxima solidariedade entre povos irmãos”.

O presidente do Chile, Gabriel Boric disse: “alegria para América Latina. Trabalhemos juntos pela unidade do nosso continente e nos desafios de um mundo que muda rapidamente”.

O equatoriano Guillermo Lasso também telefonou para Petro, “reiterei a disposição do nosso governo de fortalecer a amizade e cooperação, priorizando o desenvolvimento, a integração e desenvolvimento dos nossos povos”.

A presidenta de Honduras, Xiomara Castro, celebrou o resultado dizendo: “felicito o valente povo da Colômbia por eleger uma história mudança social que representa o presidente Gustavo Petro”.

O líder cubano, Miguel Díaz-Canel também demonstrou interesse em reunir-se com os novos governantes. “Reiteramos disposição a avançar no desenvolvimento das relações bilaterais pelo bem-estar dos nossos povos”, publicou.

Nicolás Maduro também se pronunciou. “A vontade do povo colombiano, que saiu a defender o caminho da democracia e da paz. Novos tempos se avizinham para este país irmão”, disse o presidente venezuelano.

No seu programa, o Pacto Histórico promete retomar relações diplomáticas com a Venezuela.

O ex-presidente Lula da Silva felicitou a dupla de governantes e disse “desejo sucesso a Petro em seu governo. A sua vitória fortalece a democracia e as forças progressistas na América Latina”.

As eleições na Colômbia marcam uma retomada da onda de governos progressistas na América Latina e aumenta a expectativa para o processo eleitoral de outubro no Brasil.

O resultado é inédito para a história do país, marcada pelo bipartidarismo entre Partido Liberal e Partido Conservador, e nos últimos 20 anos, pelo surgimento do uribismo, corrente política liderada pelo ex-presidente Álvaro Uribe Vélez (2002 – 2010), fundador do partido governante, Centro Democrático, e considerado mentor do atual mandatário, Iván Duque.

Além de ocupar a presidência, o Pacto histórico também terá a maior bancada no Poder Legislativo, com 20 senadores e 29 deputados, eleitos em março deste ano.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS