15.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

Porto Rico: O triunfo de Claudia Sheinbaum marca um passo transformador

San Juan, 7 de junho (Prensa Latina) A vitória de Claudia Sheinbaum nas eleições mexicanas marca hoje um passo importante no caminho das transformações na América Latina, afirmou o Movimento Nacional Hostosiano pela Independência (MINH) de Porto Rico.

Numa carta de felicitações à primeira mulher eleita presidente do México, o MINH destaca a importância desta vitória para os povos das Caraíbas e da América Latina, já que Sheinbaum é um “símbolo inequívoco do presente e do futuro promissor para o nosso povo”. .

Os presidentes do MINH, Julio Muriente Pérez e Ángel Rodríguez León, salientaram que a vitória eleitoral da esquerda tem grande significado e impacto em toda a Nossa América.

“Implica a continuação renovada do projeto de mudança social profunda e abrangente em benefício do povo irmão mexicano, liderado pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, bem como um passo importante no caminho das transformações sociais e políticas dos povos de o Caribe e a América Latina”, indica a carta.

Na luta pela sua independência nacional, após 126 anos de dominação colonial pelos Estados Unidos, Porto Rico enviou “uma calorosa saudação caribenha e latino-americana”, em reafirmação das suas raízes.

“Saudamos o grande esforço desenvolvido pela aliança eleitoral liderada pelo Movimento de Regeneração Nacional (Morena), pelo Partido Trabalhista (PT) e pelo Partido Ecologista Verde do México (PVEM), que levou a uma vitória esmagadora em toda a República Mexicana, ”disseram os líderes porto-riquenhos.

Da mesma forma, “enviamos um grande abraço ao heróico povo mexicano, ao qual estamos unidos por fortes laços de fraternidade e por uma história comum”, enquanto “você já conta com o apoio ativo dos milhões de pessoas que levantam as bandeiras da democracia , independência e justiça social na nossa região.”

A carta do MINH, cuja cópia foi obtida pela Prensa Latina em San Juan, reitera a Claudia Sheinbaum, a quem descreve como “uma amiga e colega presidente, os sinais da nossa alegria, do nosso profundo apreço e respeito e da nossa solidariedade, nesta ocasião de significado tão singular.”

Com o registo de cem por cento das Contagens Distritais (contagem final) do Instituto Nacional Eleitoral (INE), Claudia Sheinbaum posiciona-se como a primeira mulher presidente do México e a mais votada desde 1982.

Segundo o INE, Sheinbaum, da coligação Vamos Continuar a Fazer História, atingiu 35 milhões 923 mil 984 votos, 59,75 por cento dos votos.

Enquanto isso, 204.501 votos a seu favor, para 10,32 por cento.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS