26.5 C
Brasília
quarta-feira, 22 maio, 2024

Petroleira estatal do Equador paralisa operações

Quito (Prensa Latina) A petroleira estatal Petroecuador paralisou neste domingo (19) suas operações após declarar força maior nas fases de exploração, exploração, transporte, industrialização e comércio.

Em comunicado, a petroleira informou que desde o início da greve nacional contra as medidas econômicas neoliberais, na última segunda-feira, 13, o país perdeu 27.700 barris de petróleo bruto.

Ordenou também às mais altas autoridades das Unidades Orgânicas da Petroecuador e em geral aos que exercem as funções de administradores de contratos que, no âmbito de suas atribuições, executem as ações preventivas necessárias e notifiquem os contratantes do caso fortuito ou de força maior, conforme apropriado. .

Por outro lado, serão realizadas as ações pertinentes para garantir a segurança do pessoal, bens e infraestrutura da empresa e a resolução será notificada às instâncias correspondentes.

As operações de hidrocarbonetos foram afetadas por bloqueios, obstrução à circulação de veículos, danos e destruição de bens públicos, fechamento de estradas para plataformas e apreensão de poços, disse o Petroecuador.

Também considerou que é necessário incorporar novas medidas de prevenção e proteção para evitar uma escalada nas ações das organizações sociais e mais danos às operações da empresa.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS