Brasília, 2 de dezembro de 2021 às 15:54
Selecione o Idioma:

República Dominicana

Postado em 09/07/2020 8:50

Partido Revolucionário Moderno controlará o Senado Dominicano

.

Santo Domingo, (Prensa Latina) O Partido Revolucionário Moderno (PRM) controlará a partir de 16 de agosto o Senado da República Dominicana, depois de obter 19 cadeiras nas eleições de domingo.
De acordo com os resultados divulgados pela Junta Central Eleitoral, o partido da oposição conquistou cadeiras senatoriais nas províncias de Montecristi, Valverde, Puerto Plata, Bahoruco, Azua, Espaillat, Peravia, Monsenhor Nouel, Sánchez Ramírez, Duarte, Maria Trinidad Sánchez e Samaná.

Ele também triunfou em Monte Plata, Santo Domingo, Distrito Nacional, Hato Mayor, El Seibo e La Romana.

Por sua vez, o Partido da Libertação Dominicana (PLD), até agora com maioria no Senado, ficou com apenas seis demarcações: Pedernales, Barahona, San Juan, Elías Piña, Independência e San Pedro de Macorís.

Enquanto o partido Fuerza del Pueblo venceu o Senado em San Cristóbal, os Dominicanos por el Cambio em Santiago, o Bloco Social Democrata Institucional, o San José de Ocoa e o Partido Reformista Social Cristão, La Altagracia, Dajabón, La Vega, Santiago Rodríguez e Irmãs Mirabal.

Para essas eleições, vários partidos apoiaram as candidaturas do PRM e vice-versa; portanto, espera-se amplo apoio neste caso à gestão do presidente eleito, Luis Abinader.

Além disso, os rostos do Senado tiveram mudanças importantes, algumas como o senador de La Altagracia, Amable Aristy, ficou de fora depois de uma longa caminhada no Congresso por 30 anos.

As pessoas que eram senadoras há vários anos também retornam, algumas até retornam 20 anos depois de serem eleitas representantes por suas respectivas províncias.

Por fim, um fato interessante, na composição do Senado, a representação feminina é dobrada, pois quatro mulheres do PRM foram eleitas para ocupar cadeiras, todas com experiência legislativa.

Comentários: