21.5 C
Brasília
sábado, 2 março, 2024

OPAS pede intensificação da vigilância do sarampo nas Américas

Washington (Prensa Latina) A OPAS pediu nesta quarta (31/01) a intensificação da cobertura vacinal, da vigilância epidemiológica e da preparação de respostas rápidas nas Américas para possíveis surtos de sarampo, devido ao aumento de casos no mundo.

É uma doença altamente contagiosa causada por um vírus que se espalha pelo ar quando alguém infectado respira, tosse ou espirra, podendo resultar em complicações graves como cegueira, pneumonia ou encefalite, podendo até levar à morte.

Num alerta epidemiológico publicado no seu site, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) destacou que a vacinação contra esta doença é a medida mais eficaz para prevenir a infecção e evitar a sua propagação.

Após anos de declínio na cobertura vacinal global, os casos de sarampo aumentaram 18 por cento em 2022 e 64 por cento em 2023, em comparação com anos anteriores.

Enquanto isso, em 2023, a cobertura nas Américas com a primeira dose da vacina contra sarampo, rubéola e caxumba (conhecida como MMR ou tríplice viral) foi de 85%, abaixo do percentual ideal recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Saúde, pelo menos 95%. por cento.

Naquele ano, foram notificados 14.884 casos suspeitos de sarampo e 53 casos confirmados na região, enquanto alguns países já notificaram casos confirmados até agora em 2024.

O alerta inclui uma série de recomendações dirigidas aos viajantes, oferecendo conselhos que os países podem partilhar sobre as ações a tomar antes, durante e depois de uma viagem.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS