15.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

ONU inclui Israel na “lista da vergonha” pelo infanticídio em Gaza

HispanTV – A ONU decidiu incluir Israel na “lista da vergonha” pelas violações dos direitos das crianças, devido aos seus crimes em Gaza.

O porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas, Stephane Dujarric, informou esta sexta-feira que telefonou ao embaixador de Israel na organização internacional, Gilad Erdan, para notificar o regime da medida e “evitar fugas”.

No entanto, Israel decidiu dar a conhecer os factos, em vez de esperar até 18 de Junho, data em que se esperava a publicação oficial do relatório, e o subsequente debate sobre o mesmo no Conselho de Segurança.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reagiu dizendo que o exército israelita é “o mais moral do mundo”.

Anteriormente, por ocasião do Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, o Movimento de Resistência Islâmica Palestiniana (HAMAS) instou a ONU a incluir Israel na “lista negra” de violadores dos direitos das crianças.

O HAMAS considerou a continuação dos crimes perpetrados por Israel contra as crianças no enclave costeiro como “uma mancha na testa da comunidade internacional”.

Quais países e entidades estão na ‘lista negra’ da ONU?

A «lista negra» é um relatório publicado anualmente pelo representante especial da ONU para as crianças e os conflitos armados e inclui países e entidades que prejudicam menores em regiões de conflito.

A publicação desta notícia tem causado grande preocupação entre as autoridades israelitas porque este processo faz parte de resoluções internacionais contra Israel que podem ter consequências graves em alguns casos, incluindo a venda de armas ao regime sionista.  

Desde o início dos ataques sangrentos de Israel na Faixa de Gaza, a entidade sionista matou mais de 36.700 palestinianos e mais de 83.500 pessoas ficaram feridas, segundo o Ministério da Saúde palestiniano.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS