19.5 C
Brasília
terça-feira, 5 março, 2024

Obama, Bush e Clinton são criminosos de guerra

Os ex-presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama (esquerda), George W. Bush (centro) e Bill Clinton.

Um eurodeputado qualifica os ex-presidentes dos EUA, Barack Obama, Bill Clinton e George Bush, pai e filho, como criminosos de guerra.

HispanTV – Uma analista libanesa, Sarah, postou na sexta-feira uma foto dos ex-presidentes dos EUA Barack Obama, Bill Clinton e George Bush, pai e filho, dizendo “10 guerras, milhões de mortos, 1 Prêmio Nobel da Paz, 0 sanções”.

Por que os EUA estão tentando criar um mundo de guerras sem fim?
Com o ganhador do Prêmio Nobel da Paz, alude-se a Barack Obama, que recebeu o prêmio em 2009 enquanto cumpria seu primeiro ano de mandato.

Em reação, Mick Wallace, deputado do Parlamento Europeu (PE) pela Irlanda, divulgou uma mensagem na mesma rede social neste domingo, chamando esses três ex-presidentes norte-americanos de criminosos de guerra.

“Os EUA lançaram mais bombas do que o resto do mundo em 2 décadas”

Ao mesmo tempo, condenou o “arco” da União Europeia (UE) às ordens dos americanos. “A UE se curvou ao império dos EUA por muitos anos, mas infelizmente, em detrimento dos povos da Europa, agora recebemos nossas ordens deles”, lamentou.

Imagen
Anteriormente, Wallace havia criticado as sanções impostas contra Irã, Síria, Venezuela e Rússia pelos Estados Unidos e pela UE.

Eurodeputado: UE quer mais sanções e mais mortes no Irã
As intervenções, guerras e ataques dos Estados Unidos a muitos outros países do mundo — principalmente latino-americanos, asiáticos e africanos — causaram sérios danos e consequências tão negativas que afetam os civis até hoje.

Intervenções militares no Iraque, Síria e Afeganistão, sob o pretexto de libertar os povos desses países e restaurar a democracia, só pioraram a situação e abriram caminho para o surgimento de grupos terroristas nesses países.

“Os EUA travaram 227 guerras em seus 245 anos de existência”

ÚLTIMAS NOTÍCIAS