22.5 C
Brasília
terça-feira, 21 maio, 2024

“O cinema está servido” tem exibição garantida no Festival Fala São Francisco

Foto: Stefano Motta

O documentário experimental “O cinema está servido”, dirigido por Leila Xavier e Stefano Motta, é um dos 26 documentários da programação do Festival Audiovisual Latino-Americano de São Francisco do Sul, Santa Catarina, que acontece entre os dias 25 e 28 de maio de 2022. O filme aborda a essencialidade do cinema negro na formação e subjetividade de jovens artistas da periferia do Rio de Janeiro que buscam, além do conhecimento, nutrir suas inquietações a partir das produções e referências negras do cinema brasileiro.

“O cinema está servido” será exibido na próxima quinta-feira, 26, na sessão das 19h30, que compõe a Mostra Latino-Americana composta por sete países (Argentina, Brasil, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela e Emirados Árabes Unidos), com temas que destacam a cultura indígena, LGBTQIA+, negritude, representação e retratos.

O documentário está concorrendo aos prêmios de melhor filme eleito pelo Júri Popular que recebe o troféu Panvision, e melhor filme pelo Júri Oficial na categoria Curta- metragem com prêmio que ultrapassam 25 mil reais em produtos e serviços das empresas DOT, Link Digital, Mistika, Navega e Naymovie parceiras da Panvision. A premiação acontece no encerramento do Festival.

Segundo a diretora Leila Xavier, “é uma satisfação enorme está no Fala São Francisco com essa obra que é para ser apreciada e absorvida, mas que principalmente levanta uma importante reflexão sobre a presença e representação histórica de mulheres negras no audiovisual”. O documentário é distribuído por Borboletas Filmes & Pombagens.

O Cinema Está Servido, Leila Xavier e Stefano Motta | Brasil, Rio de Janeiro/Rio de Janeiro | Experimental | 15 min | exibição 26.05.2022 | 19h30 no Fala São Francisco

Ficha Técnica

Roteiro e direção: Leila Xavier e Stefano Motta Entrevista: Leila Xavier
Produção: Camila Catarino, Leila Xavier, Stefano Motta Direção de fotografia: Nathalia Pires

Câmera: Davidson Davis Candanda, Fael Maia e Stefano Motta Som: Pedro Moraes e Bernardo Carvalho de Góes

Trilha sonora: João Vinicius Pereira (Solar, Zózimo) e Alice Coltrane (Turiya and Ramakrishna)
Montagem: Nathalia Pires e Maria Litago Aguirre
Colorimetria e design: Raquel dos Santos Ferreira

Making of: Stefano Motta
Legendas: Rodrigo Valdés
Distribuição: Borboletas Filmes & Pombagens

ÚLTIMAS NOTÍCIAS