15.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

Nenhum país deve determinar a política monetária no mundo, aponta Arce no SPIEF

© Sputnik / Ivan Sekretarev

Sputnik – O presidente boliviano Luis Arce disse em sua fala no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em inglês) que um país não deve ser autorizado a se tornar um “banco central mundial” e a determinar a política monetária no mundo.

“Nenhum país deve ser autorizado a se tornar o banco central mundial e determinar a política monetária em todo o mundo. Estes tempos já passaram”, disse ele.

Arce acrescentou que em um mundo multipolar é necessário distribuir suas próprias moedas, realizar acordos mútuos neles.
Assim, ele especificou que criação de tais alianças como BRICS deve ser promovida em breve porque isso pode ajudar a chegar a um modelo mais equilibrado e baseado na multipolaridade.

Ele enfatizou que a formação de associações como o BRICS é um caminho que garante estabilidade, paz, desenvolvimento e felicidade para os povos.

O presidente da Bolívia, Luis Arce, durante o encontro com o presidente russo, Vladimir Putin no âmbito do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo - Sputnik Brasil, 1920, 07.06.2024

Panorama internacional

Adesão ao BRICS aceleraria a industrialização da Bolívia, diz o presidente Luis Arce à Sputnik

27ª edição do SPIEF em São Petersburgo conta com a participação de 136 países e acontece entre os dias 5 e 8 de junho. Neste ano, o tema é “Fundamento do Mundo Multipolar – Formação de Novos Pontos de Crescimento”.
A primeira edição do fórum econômico ocorreu em 1997, e desde 2006 é organizada com o patrocínio e participação do presidente da Rússia.

Em mais de 25 anos, o SPIEF se tornou a principal plataforma internacional de contato entre representantes da comunidade empresarial e espaço de debate sobre questões econômicas fundamentais tanto para a Rússia quanto para os mercados em desenvolvimento.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS