21.5 C
Brasília
domingo, 19 maio, 2024

Movimento dos Países Não Alinhados rechaça medidas coercitivas impostas pelos EUA

Caracas, AVN.- As 120 nações que fazem parte do Movimento dos Países Não Alinhados (Mnoal) assinaram nesta quarta-feira um documento chamado “A Declaração Política de Nova York” em que rechaçam as medidas coercitivas e unilaterais impostas pelos Estados Unidos que violam o direito internacional e os direitos humanos dos povos.

“Os estados do Mnoal deram uma resposta firme sobre os Estados Unidos e outros países que pretenderam colocar medidas unilaterais e coercitivas a Estados membros”, disse o chanceler da República, Jorge Arreaza.

A declaração denuncia a política unilateral dos EUA em matéria econômica e financeira contra países como Rússia, Irã e Venezuela, que não respeita o direito internacional, a carta das Nações Unidas e as relações pacíficas entre os Estados.

“Em seu discurso, o presidente Donald Trump e o vice-presidente, Mike Pencer, desrespeitam as Nações Unidas, os organismos multilaterais e impõem a ditadura do império ao tentar sancionar e tomar decisões próprias que levam à destruição total ou a perseguição de um Estado membro para forçar, pela via de fato, mudanças de regime”, afirmou.

Também foi incluído no documento a proposta da Venezuela de constituir uma frente mundial pela paz com a participação dos 120 membros do Movimento dos Países Não Alinhados.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS