Brasília, 13 de janeiro de 2022 às 08:30
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 21/01/2020 4:49

Moscou comenta declarações de Pompeo sobre mudança de poder na Venezuela

.

RÚSSIA

Declarações de Mike Pompeo sobre mudança de poder na Venezuela podem ser consideradas o reconhecimento da realização por Washington de “campanhas para desestabilização da situação em países soberanos”.

Eis a avaliação da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, no que diz respeito à “mudança de poder na Venezuela” planejada pelos EUA.

“Assim é o direito internacional praticado por Washington […] Basicamente, Mike Pompeo com duas frases fundamentou as leis russas adotadas sobre agentes estrangeiros, a internet soberana etc. Foi em vão que os embaixadores americanos tentaram convencer a opinião pública sobre a natureza pacífica e a legitimidade das ações dos EUA para ‘exportação da liberdade'”, escreveu Zakharova na sua página no Facebook.

De acordo com a diplomata, a palavras de Pompeo comprovaram mais uma vez que os EUA “nunca desistiram da táctica de ingerência nos assuntos de países soberanos e da política de mudanças de poder”.

“Através do uso de poder brando ou por meio de provocações e golpes de Estado – isso é feito de maneira diferente conforme cada caso. Já a ‘democracia’ e a ‘estrutura democrática’ dos Estados têm sido usadas pelos EUA como ferramenta para criação nestes países de uma conjuntura política interna favorável à Washington”, concluiu a representante oficial.

Na véspera, durante uma entrevista a um canal de TV colombiano, Mike Pompeo observou que a estratégia usada para a mudança do governo venezuelano é “eficaz” e que os EUA pretendem continuar na mesma direção. Ele também acusou Maduro de ser o responsável pela “enorme crise humanitária na Venezuela”.

Sputnik

Comentários: