24.5 C
Brasília
domingo, 19 maio, 2024

Milhares de estudantes e trabalhadores na Argentina protestam contra cortes de Milei

© Sputnik / Juan Lehmann

Sputnik – Trabalhadores e estudantes argentinos saíram em massa às ruas, nesta terça-feira (23) para defender a educação pública, em meio a um drástico corte de verbas executado pelo governo de Javier Milei.

O Poder Executivo argumentou que o ajuste é importante para se alcançar o superávit fiscal. Centenas de milhares de pessoas ocuparam as ruas da capital, Buenos Aires, e de todo o país na maior manifestação registrada no governo Milei, que assumiu em dezembro passado.
As escolas secundárias também aderiram ao chamado das universidades. Em entrevista à Sputnik, a estudante Inés Ramírez, de 17 anos, afirmou: “Vamos marchar contra o ajuste que coloca em risco a educação pública, que é uma bandeira do país.”
O porta-voz presidencial Manuel Adorni destacou em sua coletiva de imprensa horas antes da mobilização: “Acreditamos que é legítimo qualquer reivindicação que os jovens possam fazer”, e minimizou as chances das manifestações de tirar a legitimidade do governo.
Presidente da Argentina, Javier Milei, faz gestos enquanto entrega seu primeiro discurso político ao Parlamento durante a inauguração da 142ª sessão ordinária do Congresso em Buenos Aires. Argentina, 1º de março de 2024 - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2024

Panorama internacional

‘Nova era’: Milei garante que a Argentina alcançou o 1º trimestre com superávit desde 2008

Ontem (22), em pronunciamento em rede nacional, Milei declarou que o país registrou o terceiro mês seguido de superávit fiscal na sua gestão. Em seu discurso, Milei considerou que “mais de metade” do pior momento da economia já foi ultrapassado até agora, referindo-se aos elevados níveis de inflação e à recessão.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS