26.5 C
Brasília
domingo, 26 maio, 2024

Mídia: Bolsonaro pode não comparecer aos próximos debates

© Folhapress

Sputnik – Marcada por falas machistas, atuação do presidente preocupou equipe de assessores, que teme desgaste de imagem.
Um dia após o primeiro debate presidencial ser transmitido, o presidente Jair Bolsonaro (PL) faltou a uma sabatina promovida pela rádio Jovem Pan marcada para a manhã desta segunda-feira (29).
Segundo noticiado pela colunista do jornal O Globo Vera Magalhães, a equipe do presidente não considerou bom o desempenho no debate. A atuação de Bolsonaro ficou marcada por falas machistas que ameaçaram comprometer o voto das mulheres, eleitorado considerado crítico para candidatos nestas eleições. Agora a proposta é preservar a imagem de Bolsonaro, não comparecendo a novos debates do primeiro turno.
A percepção dos assessores de Bolsonaro vai ao encontro do resultado de uma pesquisa do Datafolha feita com 60 eleitores indecisos ao longo do debate. Na pesquisa, os entrevistados foram convidados a avaliar o desempenho dos candidatos. Simone Tebet (MDB) foi a mais bem colocada, com 43% das avaliações positivas. Em segundo lugar, ficou Ciro Gomes (PDT), com 23%, seguido de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Bolsonaro, empatados com 10%. Felipe D’Avila (Novo) recebeu 8% das avaliações positivas, e Soraya Thronicke (União Brasil), 2%.

Simone Tebet durante evento de campanha em São Paulo - Sputnik Brasil, 1920, 26.08.2022

Notícias do Brasil

Início da propaganda de TV pode fazer Tebet crescer, mas voto útil beneficia Lula, diz analista

Questionados sobre quem teve a pior participação, os entrevistados listaram Bolsonaro em primeiro lugar, com 51% dos votos. Lula ficou em segundo lugar, com 21%, e Soraya Thronicke em terceiro, com 14%. Em seguida, ficaram Felipe d’Ávila (7%), Simone Tebet (5%) e Ciro Gomes (2%).
A presença de Bolsonaro no debate foi marcada por dúvidas. Após afirmar a assessores que não compareceria, Bolsonaro voltou atrás e disse em uma entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, que compareceria. Na entrevista, Bolsonaro afirmou crer que seria “fuzilado” por seus adversários no evento.
“Vão atirar em mim o tempo todo, porque eu sou um alvo compensador para eles. Mas acredito que minha estratégia vai dar certo porque eu já me preparei para as perguntas”, disse ele na ocasião.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS