15.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

México esclarece morte de pessoa com vírus da gripe aviária A/H5N2

Cidade do México, 8 de junho (Prensa Latina) O México confirmou hoje que a recente morte de um homem, infectado pelo vírus da gripe aviária A/H5N2, não foi causada pelo patógeno, mas sim por condições crônicas que geraram choque séptico.

O Ministério da Saúde especificou que o indivíduo de 59 anos sofria de doenças como insuficiência renal crónica, diabetes tipo 2 e hipertensão arterial sistémica, todas de longa duração e que provocavam falência de vários órgãos.

Segundo a secretaria, um grupo multidisciplinar investigou a morte ocorrida no dia 24 de abril e também analisou o caso desde que ele chegou a um centro em busca de atendimento.

O paciente – indicou – era residente no estado do México, como parte do protocolo de atendimento médico foram colhidas amostras para vírus respiratórios e após acompanhamento em laboratórios especializados do Ministério da Saúde foi identificado o vírus influenza A/H5N2.

Acrescentou que não há riscos para a população e até à data todos os testes dos contactos relacionados com o estudo de caso são negativos.

Mas a investigação continua porque a fonte da infecção permanece não identificada.

Além da entidade mexicana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) também reconheceu que a morte ocorreu efetivamente por causas multifatoriais e não pelo vírus A/H5N2, como havia anunciado em comunicado.

Numa conferência de imprensa em Genebra, na Suíça, Christian Lindmeier, porta-voz da OMS, referiu que o paciente esteve de cama durante três semanas e depois foi para o hospital por complicações respiratórias onde morreu.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS