21.5 C
Brasília
quarta-feira, 12 junho, 2024

Meteorologista uruguaio afirma que seca foi avisada

Montevidéu (Prensa Latina) Uruguai acumula três anos e meio de seca, avaliou hoje o especialista Néstor Santayana, do Instituto Uruguaio de Meteorologia (Inumet).

Em declarações televisivas, o diretor de Meteorologia e Previsão da Inumet sublinhou que desde o final de 2019 alertam para a falta de chuva, para a qual alguns órgãos do Estado adotaram medidas e outros não.

A referência é ao Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca (MGAP), que decretou a emergência agrícola e, por outro lado, a empresa estatal Obras Sanitarias del Estado (OSE), que hoje distribui água com elevados valores de sal e sódio devido à contingência hídrica.

Santanaya destacou que embora fosse impossível prever uma seca tanto tempo, asegurou que com as informações prestadas, ações poderiam ter sido tomadas para evitar a atual crise hídrica que É consumido em Montevidéu e na região metropolitana.

Ele referiu que a estação meteorológica do Prado, nesta capital, acumula informação estatística há mais de 100 anos.

O meteorologista afirmou que Com esses dados pode-se concluir que É a primeira vez em 114 anos que há um período seco de três anos e meio, como afeta o Uruguai, principalmente no sudoeste.

“Não há uma pessoa viva que tenha passado um período de seca de três anos e meio, o que mostra a excepcionalidade e a intensidade que teve” esta seca, observou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS