14.5 C
Brasília
quinta-feira, 18 julho, 2024

Mercosul: destaque para avanços de mercado sob presidência do Paraguai

Assunção, 8 de julho (Prensa Latina) O ex-ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, destacou hoje as negociações comerciais como uma das principais conquistas do Mercado Comum do Sul (Mercosul), sob a presidência pro tempore do presidente Santiago Peña.

“Na verdade, nestes seis meses de presidência do Paraguai houve avanços nas novas iniciativas de busca de abertura com outras regiões, como é o caso de Cingapura, onde o acordo de livre comércio foi assinado depois de muito tempo, o início da o acordo com os Emirados Árabes Unidos e a continuidade do projeto iniciado com o Canadá”, afirmou.

Peña havia afirmado ao assumir o mandato do bloco que teria como objetivo buscar novos mercados diante dos constantes obstáculos à concretização de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia (UE).

Hoje o Paraguai sedia a 64ª Cúpula de Chefes de Estado e Estados Associados do Mercosul e encerrará seu mandato temporário à frente do bloco com a transferência da Presidência rotativa para o Uruguai.

O encontro será realizado no prédio histórico do Porto de Assunção, ocasião em que Peña receberá seus pares Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil; Luis Lacalle Pou, presidente do Uruguai; Luis Arce, da Bolívia, e José Raúl Mulino, do Panamá.

O presidente argentino Javier Milei optou por não comparecer e será representado pela sua ministra das Relações Exteriores, Diana Mondino.

La Cumbre de dignatarios tendrá como destaque la presencia de Bolivia, tras aprobarse el jueves pasado su incorporación plena, un paso considerado por el Gobierno paraguayo como el inicio de nuevas perspectivas y oportunidades para el comercio, la inversión, el crecimiento económico y la prosperidad en a região.

O Mercosul foi criado em 1991 pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Seus Estados associados são Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS