21.5 C
Brasília
quarta-feira, 12 junho, 2024

Maduro: Venezuela planeja avançar na desdolarização da economia

© AP Photo / Matias Delacroix

Sputnik – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta segunda-feira (15) que o seu país deve “se inserir na iniciativa de desdolarização do mundo”, tendo encarregado o governo de estudar outras alternativas para o intercâmbio comercial.

Em seu programa de TV Com Maduro+, transmitido na mídia estatal, o líder venezuelano questionou o “uso político” que Washington faz da sua moeda, o dólar estadunidense.
O chefe de Estado destacou que a cédula verde continua sendo a moeda de reserva do sistema financeiro mundial, o que permite ao governo dos EUA aplicar sanções a outros países como a China, Rússia, Índia, Irã, Venezuela ou Cuba.
“O mundo chega a um momento em que se cansa, e além disso vão surgindo novos poderes econômicos”, frisou ele, sugerindo avançar para outro sistema “onde não se utilize a moeda para escravizar os povos”.
O presidente colombiano Gustavo Petro fala durante uma reunião com o presidente Joe Biden no Salão Oval da Casa Branca em Washington, 20 de abril de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 21.04.2023

Panorama internacional

Em visita à Casa Branca, Petro da Colômbia pede a Biden que sanções contra Venezuela sejam retiradas

Em relação à Venezuela, Maduro disse que seu governo estudará alternativas como as propostas pelo bloco econômico-comercial BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que debaterá o tema na cúpula prevista para 22 de agosto em Joanesburgo.

Na América Latina, países como o Brasil e a Argentina assinaram acordos com a China para a utilização da moeda chinesa nas trocas comerciais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS