16.5 C
Brasília
sábado, 15 junho, 2024

Lula critica silêncio da imprensa sobre prisão e extradição de Assange: ‘isso se chama covardia’ (vídeo)

Lula e Julian Assange (Foto: Reuters | Reprodução)

“O que o Assange fez merece respeito e elogios de qualquer jornalista da Terra. Estou indignado com a falta de solidariedade”, declarou o presidente

247 – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) expressou sua indignação com a falta de apoio da imprensa mundial ao jornalista Julian Assange, fundador do WikiLeaks. Segundo Lula, é inaceitável que a comunidade jornalística permaneça em silêncio diante da prisão e possível extradição de Assange do Reino Unido para os Estados Unidos. “O nome disso chama-se covardia”, afirmou.

“Eu ando um pouco indignado com os defensores da liberdade de imprensa no mundo. Não é possível acontecer o que está acontecendo. A gente tem o Assange preso porque denunciou ao mundo a espionagem americana. Esse cidadão está preso na Inglaterra, vai ser mandado de volta para os Estados Unidos para, quem sabe, pegar prisão perpétua. E eu não vejo nenhuma manifestação da imprensa em defesa da liberdade de imprensa. É inacreditável. Nem o jornal que publicou a matéria que ele [Assange] publicou defende ele. O nome disso chama-se covardia”, disse Lula em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira (22), em Roma, na Itália. Assange enfrenta 18 acusações sob a Lei de Espionagem dos EUA por publicar informações confidenciais.

O presidente ressaltou, ainda, a coragem do ativista em expor as práticas de espionagem dos Estados Unidos, afetando governos e cidadãos de diversas nações, incluindo o Brasil, Argentina e Alemanha. Lula enfatizou que Assange foi preso por ter revelado abusos cometidos pelo governo estadunidense e questionou a falta de solidariedade por parte da imprensa.

“O que o Assange fez merece respeito e elogios de qualquer jornalista da face da Terra. Ele teve a coragem de divulgar que os Estados Unidos faziam espionagem no Brasil com a presidenta Dilma, com a Cristina [Kirchner] na Argentina, na Alemanha da Angela Merkel. Ou seja, isso foi denunciado. E por conta disso esse cidadão foi preso e vai ser extraditado para os Estados Unidos. E a imprensa está calada. Então é importante que os companheiros jornalistas possam enquanto é tempo tentar pedir pelo menos para soltar o cara e dizer qual foi o crime que ele cometeu. Qual foi o crime que o Assange cometeu? Foi o crime de denunciar abuso da espionagem americana contra outros países no mundo, inclusive espionagem contra a Petrobrás. Então desculpa dizer isso, mas estou dizendo isso em todas as entrevistas coletivas. Eu estou indignado com a falta de solidariedade a um jornalista que está sendo vítima porque denunciou o que todo jornalista gostaria de denunciar se tivesse recebido a notícia como ele recebeu”, completou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS