24.5 C
Brasília
sábado, 22 junho, 2024

Lula critica bloqueio dos EUA contra Cuba na imprensa indiana

Nova Delhi, 11 set (Prensa Latina) O presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, criticou o bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba e afirmou que a nação caribenha não é um país de terroristas, Firstpost publicado hoje na Índia.

Numa extensa entrevista concedida àquele site de notícias e meios de comunicação durante a sua participação na recente Cimeira do Grupo dos Vinte (G20), o presidente brasileiro denunciou que Cuba está sujeita a um cerco económico, comercial e financeiro há 60 anos. portanto, a população da ilha não pode desenvolver-se da forma que deseja.

Também defendeu a eliminação da campanha contra Cuba, alegando que é um país que abriga terroristas, com os quais tentam justificar o bloqueio.

Lula garantiu que em seus mais de 30 anos de visita à ilha nunca viu centros de treinamento terrorista ou armas de destruição em massa.

Por isso, disse, na minha primeira oportunidade com o presidente norte-americano, Joe Biden, vou dizer-lhe que é preciso parar de sancionar a nação caribenha.

Não há explicações, discordei do bloqueio quando tinha 50 anos, agora tenho 77 e ainda não entendo porque continua esta política contra Cuba, acrescentou.

O presidente brasileiro criticou duramente as sanções e bloqueios aplicados atualmente contra Cuba, Venezuela e Irã.

Ele acreditava que estas políticas são armas piores que as bombas, uma vez que as suas vítimas são as mulheres, as crianças e a população em geral.

Nesse sentido, sublinhou que são necessárias regras, para mudar esse comportamento e encontrar outra forma de fazer política no mundo.

Lula especificou que o planeta deve aprender a viver em paz e harmonia, em vez de se destruir.

O presidente também se referiu a questões como a presidência indiana da Cúpula do G20 e o papel que o Brasil desempenhará à frente do bloco, os conflitos geopolíticos no planeta e o papel das instituições globais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS