21.5 C
Brasília
sábado, 22 junho, 2024

HAMAS: Israel adia negociações de trégua para continuar o genocídio

O chefe do gabinete político do HAMAS, Ismail Haniya.

HispanTV – O movimento palestiniano HAMAS afirma que a entidade sionista prolonga deliberadamente as negociações de cessar-fogo para continuar a sua guerra genocida contra Gaza.

Num evento na capital libanesa, Beirute, o chefe do gabinete político do Movimento de Resistência Islâmica Palestiniana (HAMAS), Ismail Haniya, disse esta sexta-feira que a entidade ocupante está a instrumentalizar as negociações para dimensionar o conflito.

“ A ocupação está a aproveitar as negociações para continuar a agressão contra o nosso povo ”, afirmou, deixando claro que as facções da Resistência não aceitam fazer parte destas manobras.

Haniya destacou como a resiliência dos palestinos tem resistido à agenda criminosa do gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. “A entidade [ocupante] não conseguiu atingir os seus objectivos, graças à lendária firmeza e resistência do povo palestiniano”, sublinhou.

O líder do HAMAS referia-se ao fracasso da entidade sionista em eliminar os grupos da Resistência de Gaza, à libertação forçada dos mantidos em cativeiro e em causar um êxodo em massa de toda a população de Gaza para o vizinho Egipto.

O líder palestiniano também elogiou a operação HAMAS, Al-Aqsa Storm, “por elevar a causa palestiniana a um nível sem precedentes e abrir a porta ao reconhecimento do Estado Palestiniano”. 

Desde 8 de Outubro, o regime israelita matou mais de 36.100 palestinianos, na sua maioria mulheres e crianças, na Faixa de Gaza, e obstruiu quaisquer esforços para estabelecer um cessar-fogo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS