16.5 C
Brasília
quarta-feira, 12 junho, 2024

Greve educacional por reivindicações ao governo no Uruguai

Montevidéu, 21 de junho (Prensa Latina) A Coordenadora dos Sindicatos da Educação do Uruguai (CSEU) lidera hoje uma paralisação nacional de 24 horas, que afetará tanto a educação pública quanto a privada.

A CSEU convocou o protesto sob o lema “Responsabilize o governo, orçamento para o povo”.

Com essa mobilização, os sindicatos dos professores chamam a atenção do Executivo para diversas reivindicações, como salários, apoio estudantil e melhorias na infraestrutura educacional.

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores do Ensino Médio (Fenapes), Emiliano Mandacen, também se manifestou contra a reforma educacional promovida pelo governo e sobre “violações” dos direitos trabalhistas.

Ele disse que em pouco mais de uma semana o governo enviará ao Parlamento a Prestação de Contas, última para a qual o atual governo pode aumentar os gastos.

Os educadores consideram que seu setor demanda um orçamento maior, até mesmo para a reforma de escolas e liceus.

O protesto de hoje incluirá uma mobilização da Universidade da República até a Torre Executiva, sede da presidência.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS