Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 14:39
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 07/10/2016 7:34

Geddel (deve ter bebido): Resultado das urnas deu aval para Temer retirar direitos

.

Foto: Agência Brasil
ENTREOUVIDO NA REDAÇÃO DO PÁTRIA LATINA
Alguém já disse que o poder é afrodisíaco. Mas parece que ele também transforma o cérebro em coco, principalmente daqueles que se imagina o maioral e dana a falar merda para a mídia em função do cargo que ocupa e Geddel parece ser um exemplo disso com tal afirmação absurda. Eleição municipal nada tem a ver com a eleição estadual e nacional, são completamente diferentes e um forte exemplo disso é Feira de Santana na Bahia, onde desde 2002 o PT ganhou todas para presidente e governador e em todo esse período o eleito prefeito foi o candidato do DEM. Geddel deveria lembrar que em todas as pesquisas o golpista Temer é repudiado ate mesmos pelos aqueles idiotas que vestiram a camisa da CBF e foram para as ruas com suas madames bater panelas. (Valter Xéu)
“Todos [os eleitores] sabiam que esse governo ia apresentar uma proposta de reforma da Previdência, todos sabiam que ia apresentar uma proposta aumentando a idade de aposentadoria para 65 anos, uma PEC do gastos, no entanto, o povo foi às urnas e votou majoritariamente na base governista, dizendo o seguinte: queremos responsabilidade, queremos alternativas, já conhecemos o discurso do populismo fácil da popularidade conseguida por atalhos”, afirmou.

Geddel, que é o ministro encarregado de articular as relações políticas entre o governo e o Congresso, também falou sobre a campanha que prega “tirar o país do vermelho”, lançada pelo governo como forma de tentar mudar o índices de reprovação ao governo (73%) nas pesquisas. A peça tem um claro objetivo de promoção ao ódio contra o PT e demais partidos de esquerda. Mas de acordo com Geddel, quem viu um ataque contra a esquerda vestiu a “carapuça”.

“A pior coisa na política é a carapuça, as pessoas ficarem vestindo carapuça. O Brasil está ou não está no vermelho? Está superavitário? Está com a dívida controlada, com sua capacidade de investimento plena? Isso é estar no vermelho? Se uma família gasta mais do que arrecada, ela fica onde? No vermelho. Qual é o desejo de todos? Tirar a família do vermelho, que o país saia do vermelho. Não entendi onde é que alguém possa entrar no Judiciário pra tratar de uma peça que é verdadeira. O nosso desejo é tirar o Brasil do vermelho, devolver ao Brasil o azul nas contas necessário para que possamos voltar a crescer.”, afirmou em entrevista ao Valor, comentando a informação de que o PT entraria com ação na Justiça contra a peça publicitária.

Do Portal Vermelho, com informações de agências

Comentários: