27.5 C
Brasília
terça-feira, 16 abril, 2024

Gaza continua sob fogo israelense por mar, ar e terra

Ramallah (Prensa Latina) Dezenas de palestinos morreram ou ficaram feridos nas últimas horas como resultado da campanha do exército israelense contra a Faixa de Gaza, que entrou neste sabado (24) no seu 141º dia.

Os bombardeamentos contra habitações no bairro de Al-Zaytoun, na cidade de Gaza, no norte, causaram vários mortos e feridos, informou a agência oficial de notícias Wafa.

As Forças Armadas Israelenses (IDF) admitiram em comunicado fortes confrontos com milicianos naquele bairro, área densamente povoada onde atua a 401ª Brigada Blindada.

Wafa alertou que as ambulâncias palestinas enfrentam dificuldades extremas no transporte dos feridos e dos corpos dos mortos devido aos ataques contínuos.

Os bairros de Al-Sabra, Tal Al-Hawa e Al-Daraj, localizados na mesma cidade, também foram alvo de intensos bombardeamentos de artilharia, que provocaram dezenas de mortos, acrescentou.

O meio de comunicação indicou que seis cidadãos foram mortos e outros ficaram feridos quando aviões israelitas lançaram mísseis contra casas localizadas nos campos de refugiados de Al-Nuseirat e Al-Bureij, bem como na cidade de Deir Al-Balah.

As FDI também atacaram as cidades de Khan Yunis, epicentro de uma ofensiva terrestre desde o final do ano passado, e mais ao sul de Rafah, onde cinco palestinos morreram.

As incursões coincidem com apelos de alerta da ONU e de numerosas organizações internacionais sobre a fome no enclave costeiro, onde vivem mais de dois milhões de pessoas.

A isto soma-se a falta de medicamentos, água potável e combustível, bem como de bens de primeira necessidade.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS