25.5 C
Brasília
domingo, 26 maio, 2024

Explosões nucleares no Saara argelino: brutalidade colonial que causa morte de consciência

ARGEL (APS) – O presidente do Conselho da Nação, Salah Goudjil, afirmou, nesta terça-feira (13), que as explosões nucleares no sul da Argélia expressaram “uma brutalidade colonial que regista a morte da consciência, poluindo a terra e desfigurando os corpos”.

“Hoje comemoramos o 64º aniversário do crime de explosões nucleares no Saara da Argélia… Curvo-me à memória dos mártires, que morreram como resultado da brutalidade colonial encarnando uma consciência morta, que poluíram a terra e desfiguraram os corpos. Este é um crime que ainda continua através de novas vítimas e da ocultação do arquivo que permitiria a descontaminação dos locais. Nunca esqueceremos”, escreveu Goudjil na sua conta oficial nas redes sociais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS