17.5 C
Brasília
terça-feira, 21 maio, 2024

Expectativas de julgamento do caso Panama Papers

Cidade do Panamá, 19 de fevereiro (Prensa Latina) O Segundo Tribunal de Liquidação de Casos Criminais anunciou hoje a audiência na qual 32 pessoas são acusadas de lavagem de dinheiro no caso conhecido como Panama Papers.

O julgamento estava marcado entre 13 de novembro e 4 de dezembro de 2023, mas foi adiado porque o processo de notificação de alguns dos arguidos não foi concluído.

Para esta ocasião, o tribunal nomeou defensores públicos caso algum dos advogados privados não compareça, informou.

Em julho de 2023, a juíza Baloisa Marquínez decidiu consolidar os autos deste caso e da Lava Jato no mesmo caso, uma vez que os acusados ​​têm conduta irregular semelhante para ocultar recursos vindos de países como Alemanha, Brasil e Argentina, para os quais Eles sociedades anônimas utilizadas.

Entre os acusados ​​no caso Panama Papers, destacam-se os ex-diretores do escritório de advocacia Mossack Fonseca: Jürgen Mossack e Ramón Fonseca.

Marquínez especificou que todas estas pessoas deverão responder perante os tribunais pela alegada prática de um crime contra a ordem económica, sob a forma de branqueamento de capitais.

A base deste processo é uma investigação jornalística internacional que consistia em 462 volumes, no início de 2016, e foi descoberta pelo vazamento de documentos do referido escritório de advocacia, cuja principal atividade comercial era a criação e gestão de empresas offshore (fora da praça ).

Em 2021, um escândalo semelhante foi descoberto no istmo no chamado caso Pandora Papers, que mostra o mundo cinzento das empresas de papel e a sua utilidade para esconder fortunas e colocar este país em risco de continuar com o estigma de paraíso fiscal.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS