21.5 C
Brasília
sábado, 2 março, 2024

Evo Morales questiona a atual política externa boliviana

La Paz,  (Prensa Latina) O ex-presidente boliviano Evo Morales questionou nesta terça (23) a imagem projetada no exterior pelo atual governo do golpe, particularmente contra os avanços integracionistas na região.
O nível de descrédito ao qual o governo de fato traz nossa política externa só foi visto na era do neoliberalismo, declarado em sua conta do Twitter o líder indígena, vítima de um golpe de Estado em novembro passado.

Segundo Morales, agora exilado na Argentina, os membros do atual executivo, autores da revolta de 2019 que levou o país à atual crise política, ‘seguem os Estados Unidos em seu plano contra a integração da América Latina’.

As autoridades de fato aliam-se a Washington contra pactos como a Comunidade dos Estados da América Latina e do Caribe, acrescentou.

O ex-presidente considerou que os golpistas também estão tentando destruir a União das Nações Sul-Americanas e o Banco Interamericano de Comércio e ingressar no Grupo Lima, uma entidade com propósitos opostos às entidades integracionistas mencionadas acima.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS