30.5 C
Brasília
quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

EUA vão fornecer US$ 1,5 bi mensais à Ucrânia nos próximos 4 ou 5 meses para sustentar governo

© AP Photo / J. Scott Applewhite

Os Estados Unidos fornecerão à Ucrânia US$ 1,5 bilhão (R$ 7,6 bilhões) mensalmente nos próximos quatro a cinco meses a fim de manter o governo ucraniano aberto, disse o vice-secretário adjunto principal no Escritório de Assuntos Europeus e Eurasianos do Departamento de Estado dos EUA, Dereck Hogan, nesta segunda-feira (13).

“Nossos esforços estão focados […] [na] continuidade do governo — basicamente fornecendo assistência para manter as luzes acesas, então este é nosso apoio direto ao orçamento. Já comprometemos US$ 1 bilhão [R$ 5,1 bilhões] para isso, passando por mecanismos para poder fornecer essa assistência, apoio direto ao orçamento, e temos mais em andamento, cerca de US$ 1,5 bilhão [R$ 7,6 bilhões] por mês nos próximos quatro a cinco meses”, disse Hogan durante um painel de discussão hoje (13).

Bandeiras da União Europeia e da Ucrânia fora da sede do Conselho Europeu em Bruxelas, Bélgica, 16 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 13.06.2022

Panorama internacional

Bloomberg revela consequências ‘desastrosas’ de possível adesão da Ucrânia à UE

Desde o dia 24 de fevereiro a Rússia conduz sua operação militar especial de “desnazificação e desmilitarização” da Ucrânia, objetivos determinados e anunciados pelo presidente russo, Vladimir Putin.
Nesse contexto, os Estados Unidos e seus aliados da OTAN continuam enviando armas a Kiev.
Recentemente, o presidente norte-americano, Joe Biden, assinou um novo pacote de assistência militar à Ucrânia no valor total de dezenas de bilhões de dólares.
Moscou, por sua vez, afirmou por várias vezes que as entregas de armamento ocidental apenas arrastam o conflito, enquanto os meios de transporte com armas viram “alvo legítimo”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS