21.5 C
Brasília
quarta-feira, 12 junho, 2024

EUA oferecem caças F-16 ao Vietnã ‘para sabotar a paz e a estabilidade’ na Ásia-Pacífico, diz mídia

© AP Photo

Sputnik – Os EUA estão supostamente em conversações com o Vietnã para oferecer ao país caças F-16 após a melhora nas relações diplomáticas no início deste mês, mas especialistas disseram no domingo (24) que o potencial acordo serve para os objetivos hegemônicos americanos na busca por conter a China.

Em uma medida que “poderia irritar a China e marginalizar a Rússia“, a administração Biden está em conversações com o Vietnã sobre um pacote de venda de armas que inclui uma frota de caças F-16 que, de acordo com fontes da Reuters, no último sábado (23), pode ser viabilizada em 2024.
O acordo, que pode se tornar a maior transferência de armas da história entre os dois países, ainda está na sua fase inicial, com termos ainda a definir, podendo até não ser concretizado, informou a Reuters.
Ainda segundo a mídia, as tensões entre a China e o Vietnã envolvendo o mar do Sul da China (anteriormente mar da China Meridional), poderia ser a razão pela qual o Vietnã poderia considerar a compra dos caças norte-americanos, além da crise na Ucrânia tornar complexa qualquer negociação com sua já fornecedora de armas, a Rússia.
Mas, de acordo com o Global Times (GT), especialistas militares chineses disseram que a proposta dos EUA tem os seus próprios objetivos hegemônicos e não há ainda qualquer sinalização por parte da Rússia de que o país não se interessaria ou se recusaria a negociar a venda de armas para o Vietnã.
O presidente dos EUA, Joe Biden, dá uma conferência de imprensa em Hanói, no primeiro dia de uma visita ao Vietnã, 10 de setembro de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 23.09.2023

Panorama internacional

Mídia: EUA negociam com Vietnã a transferência do maior pacote de armas que poderia irritar China

A Força Aérea vietnamita agora opera principalmente caças fabricados na Rússia, e se os F-16 fabricados nos EUA os substituírem, isso significa que os EUA vão poder conquistar outro grande cliente da Rússia, disse Wei Dongxu, um especialista militar baseado em Pequim, ao GT no domingo.
Ao oferecer caças F-16, potencialmente de segunda mão, ao Vietnã e ao reforçar os laços de defesa, os EUA pretendem ganhar outra posição na região através da adição de restrições políticas, como a exigência do uso da força aérea e de bases navais do Vietnã, disse Wei.
De acordo com o especialista, aproveitando esta nova posição, os militares dos EUA podem provocar mais problemas no mar do Sul da China para construir um cerco militar visando conter a China.
No entanto, os analistas acreditam que o Vietnã pode pesar os prós e os contras de forma independente e evitar cair em uma armadilha que o tornaria um peão dos Estados Unidos.
Se o Vietnã comprar os caças dos EUA, ele pode acabar sendo controlado pelos norte-americanos, e as suas políticas de defesa e atividades militares vão poder se tornar dependentes das decisões dos EUA, disse Wei. “É improvável que o Vietnã considere isso aceitável”, afirmou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS