26.5 C
Brasília
quarta-feira, 22 maio, 2024

Esquerdista Gustavo Petro é eleito presidente da Colômbia

© AP Photo / Fernando Vergara

Sputnik – O candidato esquerdista Gustavo Petro, da Coalizão Pacto Histórico, derrotou seu adversário Rodolfo Hernández, da chapa direitista Governantes Anticorrupção, na noite deste domingo (19).
Com 99,83% das urnas apuradas, Petro garantiu 50,48% dos votos válidos, contra 47,26% de seu adversário. Foram mais de 11,2 milhões de eleitores que decidiram pelo vencedor, contra 10,6 milhões que optaram pelo candidato derrotado.
Trata-se do primeiro líder de esquerda eleito para comandar a Colômbia nas últimas décadas.
Hoje é dia de festa para o povo. Que ele celebre a primeira vitória popular. Que tantos sofrimentos sejam amortecidos na alegria que hoje inunda o coração da Pátria. Esta vitória para Deus e para o povo e sua história. Hoje é o dia das ruas e das praças.
Em vídeo gravado no começo da noite de hoje (19), o candidato derrotado aceitou a perda das eleições presidenciais colombianas.
A vitória do candidato esquerdista representa uma reviravolta no cenário eleitoral, cujas pesquisas de intenção de voto apontavam, preliminarmente, a vitória de Hernández.
Francia Márquez, candidata vice-presidencial colombiana, durante comício em Bogotá, Colômbia, 4 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022

Panorama internacional

Candidata a vice-presidente da Colômbia acusa EUA de ‘intervenção direta’ nas eleições colombianas

Gustavo Petro é um ex-guerrilheiro do movimento M-19.
Ex-prefeito de Bogotá, ele fez campanha com promessas de redistribuir pensões, oferecer universidade pública gratuita e começar a mudar os “séculos de profunda desigualdade“.
Suas propostas estão centradas em uma forte mudança do sistema econômico, incluída uma reforma agrária, renegociação de tratados de livre comércio, aposta por uma economia verde (mudança de matriz energética), legalização das drogas, entre outras iniciativas.
Ele prometeu implementar o acordo de paz, de 2016, com os membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).
Petro rejeitou acusações muitas vezes repetidas de que imitará as políticas do falecido ex-presidente venezuelano Hugo Chávez e seu sucessor, Nicolás Maduro.
Pedestres caminham pela Praça Bolívar junto do Capitólio Nacional em Bogotá, Colômbia, 22 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 06.10.2021

Senador da oposição deixa Colômbia e denuncia ameaças de morte e falta de proteção

ÚLTIMAS NOTÍCIAS