20.5 C
Brasília
sexta-feira, 23 fevereiro, 2024

Escritor cubano reúne obra do poeta argentino Héctor Celano

Havana, 8 abr (Prensa Latina) Parte da vida e obra do destacado poeta e narrador argentino Héctor Celano está incluída em um livro que apresentou aqui seu autor, o escritor e jornalista cubano Luis Hernández Serrano.

Publicado pela editorial Quo Vadis de Córdoba, Argentina, o título ‘Caramelo de limón’ (Bala de limão) reúne episódios, passagens e poemas do também recitador e jornalista, quem viveu na ilha e se entregou à luta pela libertação dos Cinco heróis cubanos, ex-prisioneiros nos Estados Unidos.

Colegas e amigos se encontraram ontem na Casa da ALBA Cultural para conhecer detalhes de uma obra que, de acordo com a ativista argentina Graciela Ramírez, revela os acontecimentos políticos da América Latina e utiliza a poesia como arma de combate para defender as causas justas.

É um livro que chega ao coração a partir da verdade e da poesia; um encontro necessário que nos convoca a repensar este momento histórico para voltar à fonte com tantos desafios adiante, sublinhou Ramírez.

Hernández Serrano apontou que se trata de um título oportuno e sincero que mostra uma parte íntima, uma porção sensível e fabulosa do ninho de anseios de suas criações poéticas.

Celano tem o galope do Paraná em seus versos, o sol de outubro em sua palavra recitadora e o frescor de Buenos Aires da Argentina, concluiu o autor.

Sob o olhar atento do herói Fernando González, vice-presidente do Instituto Cubano de Amizade com os Povos, Celano ofereceu um recital poético emotivo que combinou com as canções da dupla Ad Livintum e o trovador Vicente Feliú.

Com ilustração de capa do pintor argentino Jorge Bravo, ‘Caramelo de limón’ herda o título do poema de mesmo nome de Celano e inclui 175 páginas palestras, fotografias e poemas do protagonista.

Jornalista, narrador, poeta e historiador, Luis Hernández Serrano (Havana, 1943) leva mais de três décadas como repórter do jornal diário Juventude Rebelde, de circulação nacional.

Entre seus livros publicados se destacam o ensaio biográfico ‘El quinto expedicionario’ (O quinto expedicionário, 1999); o romance testimônio ‘La butaca de mimbre’ (A poltrona de vime, 2004) em co-autoria com o italiano Giustino Di Celmo; e uma série de reportagens com o título de ‘Penicilina para bailar el son’ (Penicilina para dançar o son, 2007).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS