27.5 C
Brasília
terça-feira, 23 abril, 2024

Em Cuba, ensaio clínico sobre poliomielite a pedido da OMS

Havana, 28 mar (Prensa Latina) Um novo ensaio clínico sobre poliomielite começou em Cuba a pedido da Organização Mundial da Saúde, já que o país não apresentou nenhum caso notificado de poliomielite desde a sua erradicação, foi anunciado nesta quinta (28).

O novo ensaio clínico sobre a poliomielite está sendo realizado na província de Camagüey, no leste da ilha, escolhida por seu experiente pessoal de saúde e suas reconhecidas práticas clínicas, informou o jornal Granma.

Cuba foi o primeiro país da América a eliminar esta doença infantil altamente contagiosa, desde 1962.

Este ensaio procura investigar se uma dose de 0,1 mL da vacina inativada contra poliovírus é mais eficaz do que a dose de 0,5 mL usada em outros países.

A investigação do percentual de crianças que liberam o poliovírus após serem vacinadas começou nas nove áreas de saúde do município de Camagüey.

O estudo inclui 39 bebés nascidos entre junho e agosto de 2023 e está dividido em duas fases: a primeira começou em março deste ano e a segunda está prevista entre abril e maio, informou a rádio local Rádio Cadena Agramonte.

Belkis Hernández García, líder do ensaio clínico, disse aos meios de comunicação que, desde março, estão trabalhando no recrutamento de participantes, obtendo o consentimento dos pais e informando-os sobre os objetivos da pesquisa.

Todos os anos, Cuba realiza a campanha de vacinação antipoliomielite para imunizar todos os meninos e meninas entre um mês e até dois anos, 11 meses e 29 dias, e aqueles que têm nove anos ou até nove anos, 11 meses e 29 anos. . dias.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS