Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 12:56
Selecione o Idioma:

Argentina

Postado em 09/07/2019 6:07

Eleições argentinas em movimeno

.

Buenos Aires, (Prensa Latina) Enquanto os spots publicitários começam a ocupar o espaço na internet e logo estarão nas telas argentinas, as oito chapas presidenciais estão hoje em pleno apogeu, faltando pouco menos de um mês para as primárias.

Hoje o pré-candidato presidencial pela Frente de Todos, Alberto Fernández, que tem como parceira na candidatura à ex-presidenta Cristina Fernández, se verá pela primeira vez em um ato público com o deputado e atual pré-candidato a Governador pela província de Buenos Aires Axel Kicillof.

A bela cidade balneária de Mar del Plata será a escolhida para que tanto Fernández como Kicillof expressem sua apoio à também pré-candidata a ocupar a intendência dessa localidade bonaerense, Fernanda Raverta.

Com um discurso centrado em ordenar juntos entre todos ‘o caos que nos estão deixando’, em referência às políticas de ajuste implementadas pelo governo de Mauricio Macri, Fernández estará no ato, com sede no Clube Oficinas, de onde várias figuras da Frente de Todos falarão sobre o futuro que querem para a Argentina.

Em um feriado prolongado pelo dia da independência, que será amanhã, a Frente liderada pela fórmula Fernández-Fernández lançará assim o olhar sobre uma das cidades mais importantes da província bonaerense, a com maior quantidade de eleitores.

Na terça-feira, segundo foi divulgado, o pré-candidato presidencial, outrora chefe de Gabinete durante os governos de Néstor Kirchner (2003-2007) e em parte do governo de Cristina, na terça-feira, dia da data pátria, estará em Necochea junto ao líder da Frente Renovadora, quem lidera a lista à câmara de Deputados, Sergio Massa.

As chamadas Primárias, Abertas, Simultâneas e Obrigatórias de 11 de agosto marcam o ritmo de umas eleições movidas, com um país polarizado e uma economia em crise que leva muitos pela mão e correndo.

Das oito candidaturas, o presidente Mauricio Macri e seu acompanhante à vice-presidência, Miguel Ángel Pichetto, também estão ativos e, enquanto o atual mandatário concentra sua campanha no que foi feito até agora por seu Governo, principalmente no que se refere à obra pública, seu colega leva seu discurso por várias províncias.

Já o ex-ministro de Economia Roberto Lavagna e seu candidato a vice, o atual governador de Salta Juan Manuel Urtubey, também foram vistos reunidos com pesos pesados da economia e convidam a se somarem à sua proposta.

Esta semana e as próximas seguramente serão candentes, enquanto pouco a pouco os argentinos já começam a se acostumar – na televisão de sua casa, na internet, no rádio, nas ruas – com os tradicionais spots publicitários.

Comentários: