19.5 C
Brasília
sábado, 15 junho, 2024

Dinamarca quer participação do Brasil, China e Índia em negociações de paz sobre Ucrânia

© AP Photo / Virginia Mayo

Sputnik – A Dinamarca gostaria de sediar uma cúpula em julho com o objetivo de encontrar a paz entre a Ucrânia e a Rússia, mas essa reunião precisaria do envolvimento do Brasil, da Índia e da China, disse o ministro das Relações Exteriores dinamarquês, Lars Lokke Rasmussen, na segunda-feira (22), informa a Reuters.

No domingo (21), o presidente ucraniano Vladimir Zelensky chegou à cúpula do Grupo dos Sete (G7) em Hiroshima, Japão, tentando buscar apoio global, e sugeriu realizar uma cúpula global em julho para acabar com o conflito. Uma proposta feita em dezembro pela Ucrânia para realizar uma cúpula de paz em fevereiro deste ano nunca foi realizada.

“Se a Ucrânia achar que chegou a hora de realizar essa reunião, isso seria fantástico. E, obviamente, a Dinamarca gostaria de sediar a reunião”, cita o artigo Rasmussen dizendo aos repórteres nas margens do conselho de ministros das Relações Exteriores da União Europeia (UE).

O ministro salientou que a cúpula não deve ser composta só por aliados da Ucrânia.

“É necessário despertar o interesse e o envolvimento de países como ÍndiaBrasil China“, disse ele.

Caça F-16 de fabricação dos EUA na base aérea Campia Turzii, na Romênia (foto de arquivo)  - Sputnik Brasil, 1920, 22.05.2023

Panorama internacional

Transferência de caças F-16 à Ucrânia não alterará a situação no front, diz piloto americano

Ao mesmo tempo, Rasmussen tem pouca fé na participação russa na cúpula. Ademais, o representante da diplomacia dinamarquesa saudou a decisão de Washington de apoiar programas conjuntos de treinamento de pilotos ucranianos em caças F-16.
“Faz sentido iniciar o treinamento de pilotos ucranianos o mais rápido possível”, disse Rasmussen, acrescentando que é muito cedo para dizer se a Dinamarca fornecerá F-16 para a Ucrânia.
Durante a cúpula do G7 em Hiroshima, o presidente dos EUA Joe Biden falou ao seu homólogo ucraniano Vladimir Zelensky sobre os planos de treinar pilotos ucranianos a pilotar caças F-16.

De acordo com o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, os EUA e seus aliados decidirão no decorrer dos treinamentos nos caças nos próximos meses quem entregará essas aeronaves para Kiev e em que quantidade.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS