Brasília, 20 de janeiro de 2022 às 17:28
Selecione o Idioma:

Costa Rica

Postado em 15/11/2021 6:12

Diminuição da Covid-19 é destaque na Costa Rica

.

San José (Prensa Latina) A diminuição de novos casos, hospitalizações e mortes associadas à Covid-19 pela quarta semana consecutiva se destacou na Costa Rica na semana que termina.

Ele disse que 87 pessoas morreram na semana passada por causas associadas à doença, uma média diária de 12 mortes, 11,4% menos do que as 87 mortes relatadas de 24 a 30 de outubro.

Ele detalhou que 58,8% dessas 87 mortes foram relatadas na faixa etária de 65 anos ou mais; 26,8% entre 50 e 64 anos; 13,4% entre 18 e 49 anos e 1% entre zero e 17 anos.

Sobre hospitalizações, o vice-ministro da saúde disse que o número médio de hospitalizações por dia de 31 de outubro a 6 de novembro foi de 550, 26,1% abaixo dos 688 nos sete dias anteriores.

Desde março do ano passado, quando a pandemia foi atingida, a Costa Rica já registrou 562.966 casos confirmados e 7.176 mortes por Covid-19.

Por outro lado, o Centro Nacional de Farmacovigilância do Ministério da Saúde da Costa Rica relatou 19 mortes associadas com as vacinas Covid-19 da Pfizer/BioNTech e AstraZeneca, dos 47 casos graves registrados.

O relatório periódico desta entidade afirma que a partir de 24 de dezembro de 2020, quando a vacinação anti-Covid-19 começou até 1 de outubro, foram registradas 19 mortes, 18 delas ligadas à vacina Pfizer/BioNTech e uma à AstraZeneca, a maioria delas em pacientes com múltiplos fatores de risco ou comorbidades.

Xiomara Vega, da Unidade de Padronização e Controle, disse que dos 19 casos relatados como mortes, sete foram considerados condicionais, ou seja, a sequência temporal foi razoável e a reação não pôde ser explicada pela condição clínica do paciente.

Da mesma forma, ela continuou, nove casos foram classificados como improváveis, que carecem de relatórios anteriores e não atendem aos critérios acima para estabelecer uma relação causal com a vacina, enquanto três foram considerados possíveis, visto que pode ser devido a outros fatores do paciente.

Vega disse que no total eles analisaram 8.492 – 0,2% dos injetados – eventos relacionados à vacinação, e disse que febre, dor de cabeça e dores locais continuam sendo os sintomas de saúde mais relatados após a imunização.

Comentários: