21.5 C
Brasília
quinta-feira, 23 maio, 2024

Desenvolvimento da vacina Quimi-Vio em Cuba reconhecido pela OMS

«Quimi-Vio, a vacina pneumocócica multivalente de Cuba, é apresentada no primeiro relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre imunógenos em desenvolvimento para prevenir infecções causadas por bactérias resistentes a antimicrobianos», disse o Instituto de Vacinas Finlay (IFV) em sua conta no Twitter.
Um apelo urgente da OMS para melhorar o uso das vacinas existentes, desenvolver novas e acelerar aquelas em desenvolvimento acompanha a publicação do documento, que lista 61 vacinas candidatas, incluindo várias em fase final de desenvolvimento.
O produto cubano está listado ao lado de outros produtos em testes clínicos projetados para combater o pneumococo em nações como EUA, Reino Unido, Suíça, Áustria, China e o Brasil.
Quimi-Vio protege contra sete dos serótipos pneumocócicos mais infecciosos e altamente prevalentes do mundo, o patógeno que causa a maioria das pneumonias e meningite bacteriana em crianças, bem como infecções da corrente sanguínea, otite média, sinusite e bronquite.
O injetável demonstrou ser seguro, com apenas eventos adversos leves esperados em nível local, confirmaram fontes especializadas ao Granma Internacional. Para testar sua eficácia, foi realizado um estudo de intervenção em Cienfuegos, entre 2017 e 2018, abrangendo 91,3% das crianças de um a cinco anos de idade que eram elegíveis para vacinação.
Também foi realizado um teste clínico fase II-III com 282 crianças de 12 a 23 meses de idade, com um perfil de segurança semelhante ao relatado com a vacina internacional Prevenar 13.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS