25.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

Desdolarização ganha força: Argentina faz pagamento ao FMI em yuans

© Sputnik / Nina Zotina

Sputnik – A Argentina executou seu primeiro pagamento de empréstimo ao Fundo Monetário Internacional na moeda chinesa em meio à escassez de dólares no país.

A Argentina fez na sexta-feira (30) um pagamento de empréstimo ao Fundo Monetário Internacional (FMI) “sem usar dólares”, usando yuan chinês e notas de direitos especiais de saque (o ativo de reserva do FMI baseado em uma cesta de cinco moedas, o yuan, euro, dólar dos EUA, iene e libra britânica).
O Ministério da Economia da Argentina disse que o pagamento de valor equivalente a US$ 2,7 bilhões (R$ 12,93 bilhões), o primeiro desse tipo feito por Buenos Aires, foi feito em yuans e direitos de saque especiais (SDR, na sigla em inglês) para manter as reservas decrescentes de dólares nos cofres do Banco Central argentino.
Para isso, a Argentina, que se encontra em meio a uma grave crise econômica e de endividamento, recorreu ao yuan para ajudar a estabilizar a situação, tendo assinado em abril um acordo de troca de moeda de 130 bilhões de yuans (R$ 85,84 bilhões) com Pequim, em meio à queda das exportações agrícolas causada por uma seca sem precedentes, que já causou prejuízos de US$ 20 bilhões (R$ 95,8 bilhões).

Uma placa com valores de câmbio do chamado 'dólar azul' --geralmente cotado quase o dobro da taxa oficial-- é exibida na vitrine de uma loja em Buenos Aires, em 23 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 24.06.2023

Panorama internacional

Uso do yuan chinês por empresas dos EUA sediadas na Argentina bate recorde, diz mídia americana

ÚLTIMAS NOTÍCIAS