20.5 C
Brasília
terça-feira, 5 março, 2024

Costa Rica inicia vacinação anti-Covid-19 para menores de cinco anos

San José, 23 de fev (Prensa Latina) O Fundo Costarriquenho de Seguridade Social (CCSS) iniciará hoje a vacinação anti-Covid-19 para crianças entre cinco e nove anos, seguindo a estratégia de imunizar a população entre cinco e 11 anos.

Em 11 de janeiro, o CCSS – responsável pela saúde pública da Costa Rica – iniciou a aplicação da vacina pediátrica do consórcio Pfizer/BioNTech para crianças entre cinco e 11 anos, com a estratégia de começar a partir de 11 anos crianças e reduzir gradativamente a idade até a imunização completa dessa faixa etária.

Uma semana depois foi a vez de crianças menores de 10 anos, no dia 9 da semana passada foi a vez de crianças de nove anos e hoje ao resto do grupo, para os quais as 105 áreas de saúde deste país habilitaram pontos de injeção para aplicar as doses pediátricas a esses bebês.

O calendário vacinal para crianças entre cinco e 11 anos consiste em duas doses separadas por 21 dias.

Ao anunciar a vacinação anti-Covid-19 desta faixa etária, o responsável médico do CCSS, Randall Álvarez, convidou os familiares a levarem os menores para receber proteção contra esta doença, quer iniciando o seu regime de proteção, quer recebendo a sua segunda ou terceira dose, conforme apropriado.

Segundo dados do Sistema Integrado de Vacinação (SIVA), divulgados nesta terça-feira por Diana Paniagua, da Vigilância Epidemiológica do CCSS, entre o dia 11 de janeiro anterior e esta segunda-feira, foram aplicadas 189.054 doses em integrantes dessa faixa etária, das quais 136.075 correspondem às primeiras injeções e 52.979 às segundas.

Da mesma forma, revelou que desde 24 de dezembro de 2020, quando a campanha começou, até esta segunda-feira, as equipes de vacinação do CCSS colocaram 8.970.610 doses da vacina contra a Covid-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV.

Desse total, detalhou, 4.152.664 correspondem às primeiras parcelas, enquanto 3.787.890 às segundas, e 1.030.056 às terceiras, aqui aplicadas como reforço aos maiores de 12 anos, com mais de quatro meses após completar o esquema de proteção (duas doses).

Com base nas estatísticas da SIVA, Paniagua apontou que 80,65% de toda a população da Costa Rica, estimada em pouco mais de 5.161.000 habitantes, recebeu as primeiras doses; 73,39% das segundas doses; e 19,96% das terceiras doses.

O CCSS sustenta que diante da variante ômicron do SARS-CoV-2, é importante que as pessoas tenham o escudo vacinal Covid-19, além de outras medidas de prevenção como lavagem das mãos, uso de máscara, distanciamento e seguir o protocolo de tosse e espirro.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS