Brasília, 25 de novembro de 2021 às 17:21
Selecione o Idioma:

Colômbia

Postado em 26/11/2019 6:45

Comitê de greve na Colômbia promove mais ações de protesto

.

Bogotá, 26 de novembro (Prensa Latina) O Comitê de Greve, na Colômbia, está promovendo mais ações de protesto hoje, após a massiva marcha nacional de 21 de novembro e as mobilizações que a seguiram.

Nos últimos cinco dias, milhares de colombianos se manifestaram nas praças e ruas do país em rejeição ao governo, contra a violência e na demanda por políticas efetivas em áreas como educação, saúde, emprego e meio ambiente.

A Central Unitária de Trabalhadores (CUT) informou que o Comitê se reunirá na terça-feira para promover novas tarefas.

Nas reuniões do Comitê tem participado a bancada alternativa no Congresso da República e no movimento cidadão Defender La Paz, afirmou.

Após a bem-sucedida greve nacional de 21 de novembro, o governo de Iván Duque não resolveu especificamente nenhuma das razões dessa mobilização e a Polícia Nacional continua a fazer uso excessivo da força contra manifestantes e a população em geral, destacou a CUT. , um dos organizadores dessa iniciativa massiva.

Não menos grave é a detestável tentativa de semear o pânico entre os cidadãos com ações de vândalos de origem duvidosa, todos os assuntos que devem ser investigados pela Procuradoria Geral da República, Ministério Público e outros órgãos de controle para saber quais eram as diretrizes do governo nacional e forças armadas nesses eventos, ele disse.

Segundo a CUT, ‘os organizadores da greve nacional foram consistentes ao longo do protesto em desqualificar a violência, isolando e denunciando aqueles que cometem atos de vandalismo; o que nos dá maior autoridade para desqualificar o tratamento repressivo e intimidador do que o governo’ O presidente Duque fez esse protesto massivo e pacífico ‘.

A força da greve de 21 de novembro e as razões invocadas para sua realização permitiram que muitos setores da população continuassem se manifestando através dos extraordinários cacerolaços, mudas e outras formas criativas e pacíficas de protestar, enfatizou.

Nessas condições, o Comitê de Greve foi convocado para terça-feira na Casa de Nariño (sede da Presidência da República).

A ligação ocorre no contexto do que Duque chamou de conversa nacional, que começou após os protestos em massa.

Emprego, educação, paz com a legalidade, combate à corrupção, meio ambiente e fortalecimento institucional são os eixos temáticos da referida conversa nacional, prevista para 15 de março.

No entanto, os líderes locais insistem na importância de acelerar esse diálogo.

 

Comentários: