22.5 C
Brasília
terça-feira, 11 junho, 2024

Combatentes da Ucrânia fuzilam 23 de seus companheiros por tentativa de deserção, diz fonte

© AP Photo / Bernat Armangue

Sputnik – Combatentes ucranianos da 123ª Brigada de Defesa Territorial fuzilaram 23 de seus camaradas por uma tentativa de deserção perto da cidade de Kherson.

Os mortos foram dados como desaparecidos para encobrir o crime, disse à Sputnik um funcionário dos serviços de segurança russos com referência a fontes nas Forças Armadas da Ucrânia.

“Recebemos dados de fontes nas Forças Armadas da Ucrânia sobre o fuzilamento de 23 militares da 123ª Brigada de Defesa Territorial da Ucrânia que decidiram abandonar as posições em 11 de agosto em Kherson”, relatou o interlocutor da agência.

Tanque destruído das Forças Armadas da Ucrânia na direção de Artyomovsk (Bakhmut, em ucraniano), foto publicada em 26 de maio de 2023 - Sputnik Brasil, 1920, 24.08.2023

Operação militar especial russa

Brigada ucraniana ‘poderosa’ perde veículos de desminagem fabricados nos EUA, diz mídia

Segundo ele, para encobrir o crime, o comando militar ucraniano colocou os soldados baleados na lista de desaparecidos.

Em meados de agosto, o tenente-coronel aposentado da República Popular de Lugansk (RPL) Andrei Marochko informou a Sputnik sobre fuzilamento de militares ucranianos por seus companheiros após os primeiros decidirem deixar suas posições perto do povoado de Terny, na direção de Krasny Liman.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS