25.5 C
Brasília
quarta-feira, 12 junho, 2024

Colômbia e Venezuela iniciam Comissão de Boa Vizinhança e Integração

Foto: Yoel Ramos Salazar, Prensa Latina

Bogotá, 30 de junho (Prensa Latina) Os chanceleres da Colômbia, Álvaro Leyva, e da Venezuela, Yván Gil, estabeleceram hoje a Comissão de Boa Vizinhança e Integração entre os dois países.

Por meio dessa instância, as duas nações, que renovaram seus laços políticos, diplomáticos, comerciais e econômicos em agosto passado com a chegada de Gustavo Petro à presidência, buscarão promover a cooperação e o desenvolvimento conjunto nas áreas limítrofes.

No final do encontro no Palácio de San Carlos, os dois chanceleres e suas respectivas delegações assinaram diversos instrumentos em virtude da consolidação dos laços bilaterais.

“O que estamos fazendo hoje, que é voltar à boa vizinhança, à integração, deixando esse erro para trás, é algo que exalta as duas repúblicas”, disse Leyva ao relembrar o rompimento das relações entre as duas nações.

Ele destacou que se orgulha de estar refazendo a história que sempre foi “uma família, um sangue, uma luta, um libertador”.

Descreveu este encontro como um marco histórico, que disse será um exemplo para o planeta porque hoje o mundo vive um problema de civilização, de conteúdo humano e hoje Colômbia e Venezuela não podem ser inferiores ao que deve ser a reconstrução da paz.

Por sua vez, o ministro venezuelano explicou que esta comissão “trabalhará em vários aspectos: infraestrutura, comunicações, imigração, questões sociais, energia. Uma cooperação diária nas fronteiras e além.

Ele enfatizou que as relações da Colômbia e da Venezuela são, antes de tudo, do povo, porque na fronteira comum os dois povos estão completamente amalgamados e esse é o verdadeiro espírito dos laços.

A Comissão de Vizinhança e Integração Colômbia-Venezuela tratará de temas relacionados com as esferas social e cultural, desenvolvimento econômico e segurança, por meio de Comitês Técnicos Binacionais, nos quais será promovida a cooperação e integração dos dois países, priorizando as áreas fronteiriças.

Ao estabelecer prioridades, executar iniciativas e tomar decisões, esta comissão contará com a participação de autoridades locais e organizações sociais das comunidades beneficiárias dos departamentos fronteiriços, para garantir que os processos sejam sustentáveis ​​no tempo e que a capacidade seja fortalecida. .

Dado o enfoque territorial da Comissão, serão estabelecidas Mesas Territoriais Binacionais entre as autoridades dos departamentos fronteiriços da Colômbia e dos estados fronteiriços da Venezuela.

Este processo fortalecerá o processo de integração fronteiriça e o desenvolvimento de agendas de trabalho bilaterais que permitam atender às necessidades da população e da zona fronteiriça.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS